quinta-feira, 19 de novembro de 2020

Parque linear recupera espaço do histórico Grande Canal da Cidade do México

A história da infraestrutura hidráulica da Cidade do México remonta a época pré-colombiana, quando os Astecas estabeleceram seus primeiros assentamento as margens lago Texcoco. Com o passar dos séculos, muitos dos históricos canais que antes dominavam a paisagem do planalto central mexicano foram desaparecendo, transformados em valetas, canais de drenagem ou esgoto. Por este motivo, em 2019 a Cidade do México propôs um amplo projeto de revitalização e resgate de algumas destas importantes estruturas urbanas na tentativa de reverter a paulatina decomposição do tecido urbano e social da capital mexicana. Esta estratégia fomentou o desenvolvimento de uma série de pequenos projetos, estimulando o surgimento de novos espaços públicos que visam promover a qualidade de vida dos moradores da cidade e preencher os “vazios” urbanos deixados pela expansão urbana predatória.

É neste contexto que surge o “Parque Linear do Grande Canal”, concebido pelos arquitetos do 128 Arquitetura y Diseño Urbano, o qual encontra-se implantado ao longo da Avenida del Peñón em direção Norte. Com um longo parque linear construído sobre a estrutura histórica do Grande Canal da capital, este novo espaço urbano transforma e integra ao tecido urbano uma área de mais de 70 mil metros quadrados — e isso é apenas a primeira etapa.

"A característica formal de maior relevância neste projeto surge da intenção dos arquitetos de reestabelecer o antigo leito do canal, reconstruindo a topografia original do terreno e transformado-o em um amplo e generoso espaço público acessível. O histórico canal esteve abandonado por anos, transformando-se em uma espécie de fissura urbana que separava mais de vinte bairros diferentes e quase 100,000 habitantes ao longo de seus pouco mais de mil metros de extensão. A recuperação da mata nativa e ciliar do antigo canal foi um fator determinante para o desenvolvimento do projeto de intervenção concebido pela equipe do 128 Arquitetura y Diseño Urbano, restabelecendo este território como uma área de domínio público 100% permeável, permitindo assim reduzir os efeitos das ilhas de calor na Cidade do México."

Os programas e espaços públicos que compõe a estrutra urbana do Parque Linear do Grande Canal foram concebidos para suprir a carência histórica e manifesta por áreas verdes nesta região da capital mexicana. De forma a animar este novo eixo monumental, os arquitetos optaram por inserir uma série de pequenas ilhas programáticas e pavilhões temáticos concebidos para atender as demandas de um diversificado grupo de usuários, desde idosos, crianças e jovens, até atletas e turistas.

"A geometria do traçado do parque rememora a repetitividade das estruturas das grandes calçadas pré-colombianas, criando uma sensação de ritmo e escala além de definir uma grade sobre a qual se encaixam os elementos do parque: taludes, platôs, jardins, rampas e escadarias. A iluminação pública, até então inexistente, revela um generoso espaço de domínio público, requalificado e devolvido aos moradores de capital."

Via ArchDaily

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são bem vindos.
Desde que não sejam comentários anônimos.