sábado, 26 de setembro de 2020

Casa de Vilanova Artigas em São Paulo está à venda

Marco da arquitetura brasileira, a casa projetada por João Batista Vilanova Artigas (1915-1985) para a sua família em São Paulo está à venda. Construída em 1949, a propriedade localizada no Campo Belo, zona sul da capital, serviu de morada aos herdeiros do arquiteto até 2016, quando foi tombada e revitalizada.

Situado em terreno de mil m², o projeto consiste em duas edificações distintas: a Segunda Residência do Arquiteto, nome técnico para a casa principal, e a Casinha, construção inspirada na obra do americano Frank Lloyd Wright datada de 1942. O conjunto soma 210 m² de área construída, quatro quartos e duas vagas. As duas são referências absolutas da Escola Paulista e da Arquitetura Moderna Brasileira.

"A casa está muito bem conservada e próxima ao que era o projeto original. Foi construída com total liberdade artística, já que Artigas a concebeu para ele mesmo viver. Nela, é possível encontrar os conceitos da arquitetura dele da forma mais bruta e limpa possível", afirma Rafael Sorrigotto, corretor da Refúgios Urbanos. Devido ao tombamento, o imóvel não é passível de financimento imobiliário. Quem tiver interesse em arrematar a joia arquitetônica precisará desembolsar o valor de R$ 3.600.000,00.

Com telhado em forma de asa de borboleta, a residência principal é dividida em dois blocos e reúne sala com pé-direito alto, ateliê, terraço, janelões e paredes inteiras de vidro, além das cores características da obra do arquiteto – vermelho, azul e amarelo, em tonalidades sempre variadas. Outro bloco abriga três quartos, cozinha e dois banheiros. Também foi construído um anexo para a garagem, coberto por uma abóboda.

Implantada a 45º em relação aos limites do terreno, a Casinha foi construída ao redor de um núcleo central, apresenta circulação cíclica e espaços integrados. A sala de estar e jantar, cozinha e o banheiro se localizam no nível da entrada, meio nível abaixo, está o ateliê e meio nível acima, o quarto.

Via Casa Vogue

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são bem vindos.
Desde que não sejam comentários anônimos.