segunda-feira, 21 de fevereiro de 2022

A madeira resiste bem a terremotos?



As placas tectônicas flutuam sobre o manto, mais precisamente na astenosfera e às vezes se chocam, causando tremores de terra. Um terremoto emite ondas de choque em intervalos curtos e rápidos, como uma carga horizontal extremamente severa. Em regiões onde há atividade sísmica, sistemas de fundações flexíveis, contrapesos e até pêndulos são utilizados em edifícios altos para buscar evitar ou contrabalancear a estrutura enquanto ela balança. Mas além de reforços estruturais, os materiais que integram a edificação exercerão papel fundamental em um evento excepcional como um tremor de terra. 

A madeira como materia,l estrutural funciona particularmente bem no caso dos tremores de terra por ter uma alta ductilidade. Isso quer dizer que é um material que suporta uma grande deformação até o momento de sua fratura. Ou seja, ela se dobra antes de quebrar. 
Em suma, uma edificação com bom comportamento em um terremoto é a que equilibra rigidez e leveza. Diversas pesquisas, com testes reais, têm mostrado que edificações em madeira engenheirada, com conectores metálicos, apresentam um desempenho muito adequado a esses fenômenos naturais. Observa-se que esses edifícios permanecem leves, têm rigidez adequada e seus componentes metálicos contribuem para absorver e dissipar parte da energia do terremoto. Desse modo, a madeira engenheirada, como um sistema altamente resiliente, tem se mostrado um método construtivo sustentável e permite sua reutilização após o fim da vida útil, apresentando segurança em relação ao fogo e, até mesmo em zonas sísmicas.

Para saber mais, Vale o Clique!










Via Archdaily _______________________________ Editora: Geovana Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são bem vindos.
Desde que não sejam comentários anônimos.