segunda-feira, 18 de outubro de 2021

Retrofit expressivo: Vila Itororó inaugura como novo centro cultural em São Paulo



Tombado como patrimônio histórico pelas instâncias municipal e estadual de São Paulo, o conjunto arquitetônico dos anos 20 recebeu a primeira proposta de restauro e conversão em centro cultural em meados da década de 1970, pelo grupo de arquitetos Benedito Lima de Toledo, Claudio Tozzi e Décio Tozzi, junto à curadora Aracy Amaral e ao paisagista Burle Marx.

Desde 2013 em processo de recuperação, o local finalmente engendra programação artística e de lazer. Entre os bairros da Liberdade e Bela Vista, onde antes passava o rio Itororó, o local passou por longo processo de restauro, desde 2013 e, agora, poderá ser plenamente utilizado, com segurança, para as mais diversas atividades artísticas e de lazer. Sabe-se que o conjunto composto por mais de dez edificações do início do século XX foi moradia de aluguel a imigrantes desde 1922, atraídos pela efervescência do café, e ocupa uma área de cerca de seis mil metros quadrados. Tombado pelo CONPRESP em 2002 e pelo CONDEPHAAT em 2005, até o momento, apenas o Galpão permanecia disponível para atividades culturais. 

Para marcar a inauguração, o complexo ganha um projeto de iluminação cênica da artista Lígia Chaim, intitulado ‘Fonte de Luz do Itororó’, e uma celebração noturna com show de Jairo Pereira no Éden Itororó e Projeto Freebeats na Piscina.

A primeira proposta de restauração do espaço da Vila Itororó e sua conversão em centro cultural nasceu em meados dos anos 1970, por um grupo formado pelos arquitetos Benedito Lima de Toledo, Claudio Tozzi e Décio Tozzi, junto à curadora Aracy Amaral e ao paisagista Burle Marx. No entanto somente em 2006 a Vila foi desapropriada, quando foi decretada área de utilidade pública pelo governo do Estado e pela prefeitura de São Paulo para fins culturais. 

Em 2013 o Instituto Pedra inicia a elaboração de um novo projeto de restauro, em parceria com a Prefeitura Municipal de São Paulo, prevendo a utilização de recursos captados através da Lei de Incentivo à Cultura como forma de viabilizar sua execução. 



VIA REVISTA PROJETO
_________________________________
Editora: Maria Karolina Milhomens

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são bem vindos.
Desde que não sejam comentários anônimos.