terça-feira, 1 de dezembro de 2020

Museu da Migração na Holanda será construído em prédio de 1923

O Museu da Migração FENIX, desenho pela empresa MAD Architects, começou a ser construído em Roterdã. O projeto inclui a renovação e transformação do histórico armazém Fenix Warehouse, construído em 1923 na orla de Katendrecht. A região foi um importante porto de migração ao longo da história europeia. A proposta da MAD inclui a construção de uma escada em espiral central na estrutura histórica do armazém, que levará os visitantes a um deck de observação no local histórico.

O Fenix já foi o maior armazém do mundo, e sua história é intimamente ligada à história da cidade. O local, inclusive, chegou a ser destruído durante a Segunda Guerra Mundial, e enfrentou diversas restaurações nas décadas de 1940 e 1950. A transformação do edifício no Museu da Migração será o primeiro projeto cultural de Ma Yansong, fundadora da MAD, na Europa. 

A principal intervenção a ser feita pela MAD é a construção de uma grande escadaria em espiral que levará o visitante a um deck de observação com vista 360º. A intenção é que, de longe, ambas as estruturas pareçam uma só, mas, quando observadas de perto, assemelhem-se mais uma escultura que encoraje a visitação. A escadaria será feita de aço inoxidável e madeira, que contrastam com os materiais originais de concreto e aço da estrutura do armazém. Ao mesmo, os materiais foram escolhidos por evocarem a sensação de embarcar em um navio.

Para preservar o legado e a história do espaço, a MAD manterá as janelas de vidro esverdeadas e a estrutura de concreto original do armazém. O museu também será integrado à cidade, com mais de uma entrada acessível para pedestres. Além do espaço dedicado às exibições, o novo prédio também terá áreas dedicadas à culinária, cultura e criatividade no espaço térreo, com o objetivo de tornar a arte uma parte da vida cotidiana dos moradores da cidade. 

O projeto foi encomendado à MAD pela fundação Droom en Daad. A expectativa é a de que o espaço fique pronto em 2024.

Via Casa Vogue

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são bem vindos.
Desde que não sejam comentários anônimos.