quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Teto verde produz 20 toneladas de alimentos por ano


Agricultura urbana orgânica, energia renovável e uma paisagem de tirar o folego. Todos estes elementos se encontram na Universidade de Thammasat, em Bangkok, capital da Tailândia. O TURF, do inglês Thammasat University Rooftop Farm, é o maior teto verde da Asia, com mais de 70 mil metros quadrados.

Projetado pelo escritório de arquitetra e urbanismo LANDPROCESS a área foi idealizada como uma solução para um desenvolvimento verde da cidade.

Construção sustentável

Equipado com painéis solares, o teto verde pode produzir mais de 500 mil por hora. A estrutura ainda conta com um sistema de captação de água da chuva e irrigação. O resultado é a produção orgânica e sustentável de 40 espécies de alimentos, incluindo arroz, frutas, vegetais nativos e ervas.

O design em zigue e zague remete à paisagem dos campos de arroz , mesclados com terraços e tecnologia. As práticas de cultivo também são inspiradas nos métodos tradicionais do Sudeste Asiático.


Os terraços em cascata não apenas ajudam a organizar diferentes camadas de solo, mas funcionam como funcionam como camadas para absorver e filtrar a água da chuva lentamente, com a ajuda da gravidade.

Graças a este sistema, a filtragem e absorção é 20 vezes mais eficientes do que em tetos verdes convencionais. Desde o topo até a base são 4 níveis de retenção que podem armazenar até 3 milhões de galões de água no total.

80 mil refeições

O TURF pode produzir até 80 mil refeições, ou 20 toneladas de alimentos orgânicos por ano. A produção é destinada aos cerca de 40 mil pessoas que vivem na universidade.

Os restos de alimentos do campus são destinados para um patio de compostagem. O teto verde também serve como ferramenta de eduação ambiental e recebe workshops, visitas e aulas de agricultura sustentável para estudantes e visitantes. O espaço abriga ainda áreas sociais e acessos externos ao anfiteatro e auditório.

Cidades mais verdes

“Em um mundo em que o verde perde cada vez mais espaço, este espaço é uma alternativa real, prática e otimista de inserir a agricultura sustentável em espaços urbanos”, explica um comunicado da Universidade de Thammasat. “Lições da agricultura tradicional tailandesa, paisagem e solo native são elementos do TURF.  “Com isso estamos educando futuros líderes a construírem cidades mais sustentáveis”.


Via Ciclo Vivo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são bem vindos.
Desde que não sejam comentários anônimos.